quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Leituras da missa de hoje...

Primeira Leitura
Is:25,6-10


6.O Senhor dos exércitos preparou para todos os povos, nesse monte, um banquete de carnes gordas, um festim de vinhos velhos, de carnes gordas e medulosas, de vinhos velhos purificados.
7.Nesse monte tirará o véu que vela todos os povos, a cortina que recobre todas as nações,
8.e fará desaparecer a morte para sempre. O Senhor Deus enxugará as lágrimas de todas as faces e tirará de toda a terra o opróbrio que pesa sobre o seu povo, porque o Senhor o disse.
9.Naquele dia dirão: Eis nosso Deus do qual esperamos nossa libertação. Congratulemo-nos, rejubilemo-nos por seu socorro,
10.porque a mão do Senhor repousa neste monte, enquanto que Moab é pisada no seu lugar como pisada é a palha no monturo.




Salmo Responsorial
Sal:23,1-3; Sal:23,3; Sal:23,4; Sal:23,5; Sal:23,6


1.Salmo de Davi. Do Senhor é a terra e tudo o que ela contém, a órbita terrestre e todos os que nela habitam,
2.pois ele mesmo a assentou sobre as águas do mar e sobre as águas dos rios a consolidou.
3.Quem será digno de subir ao monte do Senhor? Ou de permanecer no seu lugar santo?
4.O que tem as mãos limpas e o coração puro, cujo espírito não busca as vaidades nem perjura para enganar seu próximo.
5.Este terá a bênção do Senhor, e a recompensa de Deus, seu Salvador.
6.Tal é a geração dos que o procuram, dos que buscam a face do Deus de Jacó.

Evangelho

Mt:15,29-37


29.Jesus saiu daquela região e voltou para perto do mar da Galiléia. Subiu a uma colina e sentou-se ali.
30.Então numerosa multidão aproximou-se dele, trazendo consigo mudos, cegos, coxos, aleijados e muitos outros enfermos. Puseram-nos aos seus pés e ele os curou,
31.de sorte que o povo estava admirado ante o espetáculo dos mudos que falavam, daqueles aleijados curados, de coxos que andavam, dos cegos que viam; e glorificavam ao Deus de Israel.
32.Jesus, porém, reuniu os seus discípulos e disse-lhes: Tenho piedade esta multidão: eis que há três dias está perto de mim e não tem nada para comer. Não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça no caminho.
33.Disseram-lhe os discípulos: De que maneira procuraremos neste lugar deserto pão bastante para saciar tal multidão?
34.Pergunta-lhes Jesus: Quantos pães tendes? Sete, e alguns peixinhos, responderam eles.
35.Mandou, então, a multidão assentar-se no chão,
36.tomou os sete pães e os peixes e abençoou-os. Depois os partiu e os deu aos discípulos, que os distribuíram à multidão.
37.Todos comeram e ficaram saciados, e, dos pedaços que restaram, encheram sete cestos.


        Evangelho do dia - Mateus 4, 18-22


RSS do Evangelho do Dia

Homilia do dia - Mateus 4, 18-22

RSS da Homilia do Dia

Santo do dia - San Andres


RSS de Santos do Dia



Nenhum comentário:

Postar um comentário